Link Patrocinado

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Adjusting the Sun

Saudações!

Tardiamente é recordado o primeiro aniversário deste espaço... foi criado em novembro do ano retrasado, se não me engano, mas fora idealizado bem antes... talvez quando eu me mudei para Campinas e o Fabio, para Bauru. Queríamos um espaço para dar vazão ao espírito colaborador, que teve início nos idos tempos da saudosa e polêmica página turma132hp. De lá, muita coisa mudou. Passou um estágio inteiro, perdeu-se cabelo, uma graduação concluída, mudanças rápidas com as quais se tem de acostumar. Graças aos bons amigos, às cervejas, às idas ao Tchê e ao HAMAS, as idéias mirabolantes e os revivals da banda têm potencial para tornarem-se eventos memoráveis não pela sua grandiosidade, mas pela sua intenção. Neste ano mesmo espera-se criar o hábito de viagens anuais para juntar a galera e compartilhar bizarrices.

Da minha realidade e cotidiano, muita coisa muda. Não moro mais em Campinas durante a semana. Vou sentir falta do ambiente acadêmico, das festas, de como sobrava tempo para se jogar conversa fora com as pessoas dos outros cursos, cidades e países. Mesmo sabendo que aproveitei bastante aquela época, sei também que havia muito mais para ser feito. A impressão que dá é que, voltando a morar em São Paulo e indo todos os dias para Jundiaí, não me sobramais tempo.
Calma lá!
Não está pior do que em 2003. Saía às 5h30 de casa, tinha aulas até as 18h35, chegava em casa perto das 21h. Ainda tinha que estudar, tinha aulas aos sábados. Ainda assim, sobrevivi para constatar que algumas épocas da faculdade foram tão ou mais puxadas do que o ano do cursinho em geral. Além disso, chegando em casa, estou livre para ler o que bem entender, tocar, escrever, morgar... o grande aprendizado desse ano será admnistrativo. Agora, os gastos são por minha conta. Será que vai sobrar dinheiro no final do mês? Vai demorar para conseguir um lugar bacana para morar? Isso só será respondido ao longo dos próximos meses.

Enquanto isso, aproveito o ar fresco da madrugada, as leituras no ônibus, a vista da Serra do Japi - coisa que quem trabalha em São Paulo não vê! Além disso, Jundiaí não é tão quente como a concretada capital e suas ilhas de calor... com a vantagem de não ser muito longe. Assim, não deixo de aproveitar a companhia da namorada e as facilidades que a cidade grande pode oferecer! Conclusão: com a simples chegada de 2009, será um aprendizado e tanto conciliar tantas mudanças na rotina. Agora é que a Grande Máquina de Moer Gente revelar-se-á por completo!

Postado ao som de The Voyage of the Homeless Sapien, do single Cosmic Requiem, lançado em 1994 pela banda britânica de stoner rock Cathedral.