Link Patrocinado

BuscaPé, líder em comparação de preços na América Latina

terça-feira, 3 de junho de 2008

A ClockWork Orange

Quem é que nunca viu o filme? Bom, se você, amigo leitor, já viu o filme, esqueça dele e se você também não viu o filme, não pense em vê-lo!
Aqui vou falar do livro, escrito por Anthony Burgess, um escritor desconhecido.
O livro é uma narração que conta a história de Alex, um moleque de 15 anos que vive em Londres. A narração é feita por ele mesmo.
O livro tem 3 partes principais: Na primeira parte, Alex conta como era sua vida nos tempos de bagunceiro, em que ele e sua gangue arrumavam brigas, roubavam, espancavam pessoas e estupravam mulheres. A segunda parte começa depois de ser preso: Ele conta sua vida na prisão e depois o tratamento revolucionário proposto por Ludovico. E a terceira parte conta sua vida depois do tratamento.
Não vou falar muito para não perder a graça.
Por quê vale a pena de ler o livro mesmo depois de ver o filme?
A primeira razão é o fato de que o livro é muito mais completo que o filme, além disso eu tive uma outra impressão de Alex no livro, acho que o livro te deixa ter uma interpretação mais livre enquanto que no filme você termina vendo o que Stanley Kubrick imaginou quando ele leu o livro.
Outra razão é que se você ler o livro em inglês vai descobrir uns vocabulários muito engraçados: Eu preparei uma lista aqui, mas ela não é completa:

droogs = amigos
skorry = rápido
moloko = leite em russo, mas no livro significa leite com LSD
Bog (God) = Deus :P
peet = beber
heigth of fashion = topo da moda :P height of prison fashion = topo da moda da prisão
devotchka = mulher (russo)
malchick = moleque
horrorshow = legal
viddy = ver
in-out in-out = essa é deixo para vocês pensarem :P

É isso ai chefes, agora espero que vocês estejam com água na boca para ler esse real horrorshow book.

3 comentários:

Sir Psycho disse...

Eu já vi o filme (viva Laerte!), mas não tive a oportunidade de ler o livro.

Como de praxe, livros costumam ser muito melhores que os filmes que os retratam, vide a série Harry Potter, a trilogia O Senhor dos Anéis, O Código da Vinci... enfim, vocês sabem como é.

Estou curioso agora para ler o livro original.

Agora... in-out in-out é foda! hahahaha

Leonardo AC disse...

Eu tentei ver o filme em casa (chupa Laerte!), mas não tive saco... achei muito chato!

Quanto ao livro, eu leria, sim... falando nisso, Trainspotting, um puta filme tb saiu de um livro... e vão afzer a continuação!

Não é só moloko que vem do russo...
droog... drug = amigo
bog = deus
devuchka = mulher
mal'chik = garoto!

Kátia disse...

Eu não vi o filme e nem li o livro.Não fazem parte do meu repertório.Mas,posso sempre tentar não é?

:)